segunda-feira, 28 de março de 2011

Alguém aí tem troco “prá” 100?! O MITO: ROGÉRIO CENI





Nasci em minas gerais, uma cidade do interior. Futebol lá é assunto sério. Jogado e comentado por todos. Lá, a maioria veste camisa azul e branco de um time que ostenta, de mais importante título conquistado, a tríplice coroa. Quem não torce por este, veste camisa alvinegra, cujo mascote é um galo, e gritam pela tentativa de angariar um título importante.

Meus pais?! Torcem por este time azul aí. Minha irmã?! Também. Mas eu, desde bem pequena, nunca gostei de nenhum dos dois. Meus olhos vibravam e brilhavam por um outro time... Mas que por mim não era muito acompanhado pela falta de oportunidade. Imaginem vocês. Uma menina, no interior (ou seja, longe de qualquer estádio grande), cujo pai não lhe apóia futebolisticamente... Resultado?! O amor tornou-se ainda maior. Seja pela dificuldade de acompanhar qualquer jogo, pela falta de uma camisa do time (lógico que uma do tal time azul e branco eu tinha, na tentativa infrutífera do meu pai de me fazer torcer para ele...) ou pela ausência de qualquer pessoa para compartilhar informações, as poucas dores das derrotas ou as muitas alegrias de vitórias.

Eis que eu cresci. Consegui uma camisa. Sozinha acompanhava cada jogo. Sabia o nome de todos os jogadores.. gravava entrevistas e, nesta época, vieram as vitórias: Campeonato Brasileiro em: 2006,2007,2008,..e, para mim, uma das maiores alegrias de minha vida futebolística: O TRI no mundial, contra o liverpool em 2005 e tri libertadores também em 2005... Vamos e convenhamos, né?! De 2005 à 2008, nós, tricolores paulistas vivemos em puro gozo e glória, nosso time se tornou O SOBERANO!!! De lá pra cá, venho esperando o momento que esta alegria conquistada em 2008 se repetisse.

E eis que aconteceu. E foi ontem! Hoje posso dizer: não nasci pra ver o milésimo gol do Pelé, o terror do futebol de Maradona, a habilidade de Garrincha, MAS VIVI PARA VER O ÚNICO GOLEIRO ARTILHEIRO DO MUNDO! A alegria alcançada ontem e sentida por mim, ainda que à distância, não tem nome!

Ontem surgiu-se o mito. Rogér100 Ceni. Nunca na história do futebol mundial ouve qualquer um que alcançasse tal feito. Daqui a 45 jogos, o guerreiro completará 1000 jogos vestindo a única camisa que vestiu em toda sua vida profissional: São Paulo FC.

Outros mitos poderão surgir. Mas nunca haverá outro Pelé, outro Ronaldinho, outro Maradona... e, por corolário, N U N C A, J A M A I S, outro Rogério Ceni. Ídolo de nós, tricolores, um dos últimos românticos do Futebol Brasileiro e exemplo a ser seguido por TODOS.

Hoje, nessa época em que o futebol tornou-se um negócio para angariar riquezas, Rogério Ceni, que nunca cogitou nem mudar de time, mostra que ainda existe, sim, o verdadeiro amor à camisa, amor aos torcedores e, principalmente, amor e respeito ao futebol. A marca dos 100 gols foi conquistada com muito treino, suor e luta. Exemplo aos jogadores que agora inciam carreira, aos mais experientes e exemplo na vida: Tudo o que é feito com amor ao que se faz, dá bons frutos.

O Tricolor hoje é a razão do meu sorriso. O nosso maior goleiro, sempre artilheiro, hoje um m1to.....amanhã, uma LENDA!

E é por isso, que mais uma vez, tenho orgulho de gritar, bater no peito tricolor e dizer: Sou soberano, sou tricolor.. e é pelo ROGERIO CENI que canto meu amor a este time de FABULOSOS!!!

(hehehe aproveitando o trocadilho para a apresentação do Fabuloso, amanha no morumbí!)

4 comentários:

Jennynha Carvalho disse...

Oi, estou seguindo seu blog e pesso q vc siga o meu:
fanfifofas.blogspot.com

Ele contas histórias escritas por mim de personagens q eu admiro mtt.

Podemos fazer grandes coisas se nos unirmos....

Um grande bju
Jennynha

Mauricio disse...

Sou muuuuuuuuito tricolor, você não tem noção! rsrs
Também acho o MITO o maio de todos os tempos. Adorei entrar aqui e ler esse seu post. E pensei uma coisa... se você me der autorização, queria reproduzir esse seu post lá no meu blog (www.mauriciogomyde.com). Coloco com todos os créditos, claro, e o link pro seu blog.
:)

paçoquete disse...

Isso é por que ela nasceu no interior de minas pq se fosse na capital ela ia fala bem era do galo

Ahígia disse...

eu NUNCA ia falar do galo!!! pelo amor de Deus heim!!! rs

Postar um comentário